CHEVETTE “COMEU” O PARAQUEDAS

Por mais que um competidor esteja preparado, problemas acontecem. Leandro Toigo veio para a 250 com um carro muito bom. Na classificatória, saiu para o burnout( aquecimento de pneus) e, talvez pela implicância natural das coisas, a trava do paraquedas soltou e ele foi liberado com o carro em movimento.

É muito difícil para um piloto dentro do carro, de capacete e com o som do motor – que se impõe a tudo mais – ouvir ou perceber que o paraquedas estava caído atrás do carro. Leandro sem saber do problema engata a ré e começa a trazer o carro para o alinhamento. Sua equipe, grita avisando, faz gestos e corre para o carro, que neste ponto já está em cima do paraquedas.

Percebendo que havia algo errado, leandro para o carro e a equipe literalmente se joga embaixo do carro para soltar o equipamento. Podem acreditar, naquele momento o asfalto de Tarumã com sol a pino passava facilmente dos 50 graus.

Com determinação, o time resolveu o problema e salvou dia.